Endoscopia - Perguntas frequentes










Qual o preparo necessário para o exame de Endoscopia Digestiva Alta?

É necessário estar em jejum absoluto à partir das  22:00 horas da véspera do exame. Além disso, não se deve utilizar anti-ácidos (ex: Mylanta Plus*,  Pepsamar *,  etc.) nas últimas 12 horas antecedentes ao horário do exame.


Quais as indicações para se submeter a um exame de Endoscopia Digestiva Alta? 
As principais indicações são dor no andar superior do abdome (“boca do estômago”), azia, regurgitação, dor torácica, tosse persistente, rouquidão, náuseas, vomitos, anemia, emagrecimento, diarréia e outras menos frequentes.


O que acontece durante o exame de Endoscopia Digestiva Alta? 
O procedimento é realizado com o paciente deitado de lado, sobre o seu ombro esquerdo. Inicialmente, ele ingere algumas gotas de dimeticona e, posteriormente, realizamos a anestesia da garganta com spray de lidocaína. Visando o seu conforto, realizamos uma leve sedação venosa, individualizada conforme as características clínicas de cada pessoa, permitindo a introdução do aparelho pela boca sem qualquer desconforto. Percorremos o esôfago, estômago e duodeno, estudando todas as suas paredes em busca de possíveis alterações. Quando necessário, colhemos fragmentos para estudos complementares como histopatológico e a pesquisa do Helicobacter pylori.


Quas as recomendações ao paciente que irá se submeter o exame de Endoscopia Digestiva Alta pela manhã?
O exame é realizado sob sedação, implicando em uma leve sonolência após sua conclusão. Sugerimos, portanto, que venha acompanhado de um adulto e que não conduza veículos motorizados. Para sua maior comodidade, dispomos de uma garagem para visitantes no andar térreo (primeira entrada).

Deve-se trazer a guia do convênio autorizada (quando necessário*) e o pedido médico, e o laudo da última endoscopia, caso tenha realizado anteriormente.

*Qualquer dúvida favor entrar em contato pelos telefones 2540-0087 ou 2540-6819.


Orientações ao paciente após o exame de Endoscopia Digestiva Alta?Concluída a realização da endoscopia digestiva alta o paciente deverá permanecer em observação por um período de 30 minutos, após o qual será liberado para sua residência. Durante este intervalo será oferecido um pequeno lanche e o médico endoscopista explicará ao paciente qual foi o resultado do exame e os eventuais procedimentos complementares realizados (exemplos: biópsias e polipectomias – retirada de pólipos). Posteriormente será confeccionado um laudo para ser levado ao médico assistente.
  
Em casa o paciente deverá evitar esforços físicos até 6 horas após o procedimento, quando retornará as suas atividades diárias normais. Sugerimos uma alimentação inicial mais leve, respeitando o fato de ter permanecido um período longo em jejum. Não ingerir  bebidas alcoólicas e não dirigir veículos automotivos nas 24 horas seguintes.   

Caso tenha a sensação de distensão abdominal (“barriga inchada com gases”), o paciente poderá tomar Luftal (Dimeticona) 60 gotas de 6 em 6 horas até o alívio dos sintomas. Em caso de dor associada, utilizar também o Buscopan Composto (Butilescopolamina/ Dipirona) 40 gotas de 6 em 6 horas até a melhora do quadro. Os pacientes alérgicos à dipirona deverão usar o Buscopan simples (somente Butilescopolamina). Persistindo a dor, não hesite em contactar o médico que realizou o exame para novas orientações.

Alguns pacientes poderão apresentar um leve desconforto na garganta proveniente da passagem do aparelho que em geral melhora após as primeiras 24 horas. Persistindo esta queixa, utilizar Fonergin 1 pastilha de 4 em 4 horas.

O aparecimento de febre nas primeiras 24 horas após o procedimento é muito raro , devendo sempre ser notificada ao médico.  

Pacientes com veias muitos finas e portanto mais sensíveis poderão notar uma reação inflamatória no local da administração da medicação. Nesta situação fazer uso de compressa úmida morna no local, seguida de massagem com Trombofob pomada de 8 em 8 horas. Caso não melhore em 5 dias, favor contactar-nos para maiores esclarecimentos.

Esperamos com este informe ter apresentado-lhe as observações que julgamos importantes após a realização do exame realizado e colocamo-nos à sua disposição para atendê-lo mediante qualquer necessidade.

Quais os riscos do procedimento de Endoscopia Digestiva Alta?
Trata-se de um procedimento extremamente seguro e praticamente isento de complicações. As queixas mais comuns, após a sua realização, são um leve desconforto na garganta, pela passagem do aparelho, discreta dor no andar superior do abdome, em consequência do acúmulo de gases no estômago, e leve inflamação no local da administração venosa dos sedativos.


Esperamos com este informe ter apresentado-lhe de maneira resumida e clara as informações mais importantes a respeito do exame marcado. Persistindo qualquer dúvida, será um prazer atendê-lo.

| voltar ao topo |


 

 
 
 
::ENDOLINK ::Endoscopia Digestiva ® 2009::